Cinema | The Boss Baby (2017)


O trailer do filme chamou a minha atenção por completo. Após ter assistido ao trailer eu tive certezas de que precisava ver "The Boss Baby". Contudo, desiludi-me com o filme. Isso mesmo, tinha as expetativas tão altas para Boss Baby que logo ao início perdi a vontade de assistir até ao fim. Não é o género de filme que tenha algo de extraordinário para mostrar, apesar de passar mensagens importantes. Apesar de ser muito bom para dar algumas gargalhadas. Não vai muito além disto. A premissa chega a ser original, mas no meu ponto de vista podiam ter explorada a história doutra maneira e consequentemente dar algo melhor ao público. 

Um bebé de fato e gravata - que é na realidade um espião - tenta, com a ajuda do seu irmão de sete anos - que por sua vez não vê com bons olhos a cehgada do irmão -, lutar contra cachorros, em particular o presidente de uma grande e malévola empresa.

O filme conta-nos a história de Tim Templeton, um menino de sete anos que possui uma vida instável e cheia de amor paternal. Certo dia, chega um bebé a sua casa. Um bebé fora do comum. Usando fato e uma mala. Logo ao princípio notamos que o novo residente torna-se o centro das atenções. Tim não fica muito satisfeito com a situação, pois, os seus pais deixam de dar-lhe atenção para ficar com o bebé. Obviamente que o pequenote não é normal, e Tim é o único que se apercebe disso. Acabando por descobrir que o bebé fala, e muito mais, Tim decide contar aos pais. Claro que em nada resulta. É aqui que começa a ação a desenrolar-se. 

Ao longo do filme vemos os "irmãos" a discutir, a ter aquelas desavenças de irmãos que conhecemos bem da vida real. E aqui que entram as mensagens mais essenciais do filme. Para as crianças, certos aspetos do filme passam-lhes ao lado, mas para quem já tem um certo conhecimento do mundo apercebe-se. Temos o caso de demonstrarem que algumas pessoas são vistas apenas como objetos para obter dinheiro. Claro, o filme não tem apenas aspetos dedicados aos mais velhos. Do mesmo modo, temos quando o Tim sente-se agradecido e feliz por ter atenção e preocupação dos pais. Qualquer criança consegue se identificar com esta situação.


O que mais gostei no filme, foi a maneira como transmitiram os sentimentos de Tim. Sentimentos esses que todos acabam por experimentar em algum momento da vida. Como o sentimento de ser substituído, a necessidade de receber amor e atenção, alguns problemas do mundo do trabalho. Para além disto, adorei muitas referências feitas no filme como o caso da música dos Beatles. Foi sem dúvida inesquecível!

Outro aspeto a favor é o Boss Baby. Ele é o mais engraçado do filme, e sem sombra de dúvida que é a alma da comédia do enredo. As personagens que pertencem ao filme acabam por ser esquecidas. O papel que representam não tem grande impacto para a história. A certo ponto, acaba por ser previsível o que poderá acontecer. Além disso, encontramos algumas falhas e pontas soltas.


Em comparação com outros filmes de animação, este não consegue se destacar. Existem diversos filmes de animação com efeitos visuais muito melhores. O argumento acaba por não conseguir que o espetador se envolva com a história duma forma intensa. Tem boa qualidade, mas não é nada que consiga surpreender e deixar de boca aberta.

Há algumas piadas que na minha opinião são demasiado para as crianças, e claro, que certos comportamentos do bebé não são aceitáveis. Crianças a assistir um filme com estas piadas e atitudes, podem acabar por se influenciar. No entanto, o filme transmite boas mensagens, como já referi. A história é boa, mas perde rápido a sua essência. O filme não é mau, para crianças até chega a ser muito engraçado, porém, preparem-se porque não é nada de surpreendente.

Género: Animação, Comédia | Duração: 97 minutos | Classificação: 6 em 10 estrelas


2 comentários:

  1. Eu ainda não vi o filme, adoro filmes de animação e já li algumas críticas menos boas em relação a este filme. Vou ver na mesma, mas assim já vou preparado e não desiludo-me. Gostei da referência aos Beatles, fiquei curioso :)

    Bitaites de um Madeirense

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não é um filme tão bom como eu esperava, mas é engraçado! Recomendo, espero que gostes <3

      Eliminar